quarta-feira, 18 de junho de 2008

HISTÓRICO DAS DUAS PRIMEIRAS DÉCADAS DA IGREJA DO NAZARENO


V SEMANA TEOLÓGICA:

Igreja do Nazareno: caminhando para um centenário de santidade, missão e desenvolvimento cristão.

O culto de abertura foi em 11 de agosto de 1959. Foi um evento pleno assistida pelo prefeito e muitos outros oficiais do governo, com a banda do exército providenciando a música. Uma semana de abertura de reuniões noturnas com o Rev. Cobert – evangelista visitante dos EUA, cuminando com uma freqüência de 200 pessoas no fim de semana.
Mais de 85 pessoas responderam ao convite de aceitar a Cristo como Salvador pessoal.
Um edifício de 4 andares de moderna construção foi construído na Av. Francisco Glicério na principal artéria da cidade.

Provisões foram feitas para mais de seis andares. Aqui foi situada a Primeira Igreja do Nazareno, junto com os oficiais, diretor da missão, superintendente distrital Sudeste e CNP.
Cultos tiveram início em uma comunidade Japonesa em SP e negociações foram feitas para se obter uma propriedade na nova capital Brasília. Em outubro de 1959 o trabalho em Belo Horizonte foi oficialmente abeto com o Dr. Willison presente. Em concessão com sua visita a reunião do conselho missionário foi realizada e a primeira igreja foi organizada em Campinas com 14 membros.

No tempo da Assembléia Geral de 1960, o trabalho tinha sido começado por Ronald Denton em um subúrbio da nova capital Brasília. Seus jovens tinham testificado de uma chamada para pregar.. Nos fins daquele ano (1960), o Rev. Jaime e Carolina Kratz juntaram-se a família missionária.

Eles foram seguidos em 1962 por Rev. Robert e Frances Collins que se envolveram nos trabalhos da juventude distrital e no começo da Igreja de Americana.

Anos antes, Rev. Joaquim Lima tinha imigrado de Cabo Verde para a Argentina, onde eles tinham estabelecido à obra em Bahia Blanca. Quando a Igreja do Nazareno veio ao Brasil eles foram convidados para ajuntar-se ao trabalho e tornaram-se o primeiro pastor de língua portuguesa no Brasil. Em 1975 ele tornou-se o Superintendente Nacional do Distrito chave Sudeste.

No começo, o conceito “três altos”: alto-sustento, alto-governo e alto-propagação foram fortemente enfatizados. O assunto de alto-sustento, contudo parecia ser difícil de estabelecer, talvez porque os subsídios missionários para a Igreja e pastores tinham sido esperados, mais por causa dos níveis da inflação.

O fato é que em 1970 apenas umas das 36 igrejas e pontos de pregação tinham atingido o alvo de alto-sustento. Não obstante, o total da membresia tinha alcançado 828 pessoas.
O fato de que havia somente 21 pastores brasileiros em 1970 poderia ter sido causa de preocupação se o implante de novas igrejas tinha que continuar, mas a formatura recente de vários jovens ministros promissores tinha uma perspectiva encorajadora para a igreja brasileira.
Com as várias mudanças de saídas e chegadas dos missionários, em 1973, e a partida do Dr. Mostellers, Rex e Edile Ludwing foram enviados ao Brasil e, em 1975 eles foram designados para abrirem uma área pioneira na região sul. Ela foi organizada com Distrito Sul em 1979.
Na Assembléia Distrital de 1979 em Campinas, o Dr. Eugene Stone, numa cerimônia especial, comissionou o Rev. Stephen e Brenda Heap, junto com Pr. João Artur e Ebe que foram formados recentemente pelo Seminário Instituto Bíblico Nazareno para abrir uma área no Nordeste a 2.200 Km de Campinas. A maior cidade era João Pessoa, capital do estado da Paraíba no extremo leste do estado.
Em janeiro de 1980, os Kratz mudaram-se para Natal, 170 Km ao Norte de João Pessoa para abrir a segunda igreja na nova área. Um grupo de trabalho e testemunho de Oklahoma e Kansas construíram uma igreja atrativa em João Pessoa, a qual foi dedicada em Janeiro de 1981 pelo Dr. Lewis na primeira mini-assembléia distrital.

Em adição aos missionários já mencionados, reconhecimentos devem ser dados aos trabalhos de outros que serviram por tempos curtos: Rev e Sra Roger Maze, Larry Clark, James Bond e Ronald Stamps. Em 1980 o total de membresia destes três distritos organizados eram 2.201, os quais representavam uma média de crescimento de 10% ao ano.

A seguir segue as estatísticas nas quatro áreas do desenvolvimento da Igreja do Nazareno nos cinqüenta anos de sua existência: igrejas membresia, preparação teológica e áreas alcançadas.

Dr. ERSilva
Vice-reitor acadêmico do STNB

Nenhum comentário: